Você está pronto para uma Escola 4.0?

03/05/2019


Transformações tecnológicas são muito comuns certo? Novos métodos, equipamentos, todos os aspectos da nossa vida acompanham essas mudanças mesmo que de forma um pouco mais lenta.

Você sabia que a sua escola também acompanha essas mudanças? Pode parecer brincadeira mas vem com a gente conhecer um pouco mais de como as escolas estão evoluindo para acompanhar todas essas mudanças.

As Escolas Paroquiais

O primeiro modelo de ensino, chamado de Escola 1.0, tinha o padrão no qual o professor era o dono de todo o conhecimento. Os alunos, a princípio, se reduziam aos jovens que decidiam seguir a vida religiosa e, como parte de sua educação, aprendiam aritmética, estudos bíblicos e latim.

A Revolução Industrial

Já a Escola 2.0, surge como uma atualização desse sistema sendo consequência da Revolução Industrial. Nessa época, o ensino deixa de ser uma oportunidade apenas para a elite e passa a ser difundido como meio de educar as crianças para o trabalho em grandes fábricas.

As escolas ainda hoje possuem muitas das características implementadas durante a Revolução Industrial nas escolas: alunos com carteiras enfileiradas, tarefas repetitivas e trabalho individualista. Tenho certeza que você já passou por uma escola assim ou conhece alguém que estudou desse jeito, certo? Esse formato era utilizado pois acreditava-se que o conhecimento serviria apenas para adaptar os alunos a essa nova sociedade e para o mercado de trabalho.

O aumento de alunos criou problemas e foi necessário sistematizar a educação em um molde que encaixasse a maioria dos alunos, sem nenhuma preocupação com a individualidade. Por um lado houve o aumento do da porcentagem da população com acesso a à educação e, em compensação, aumentou-se também o número de alunos com dificuldades de aprendizado.

Surge a internet

Chega então o final de século XX juntamente com a decadência da revolução fabril. A tecnologia se transforma na essência da busca de desenvolvimento da sociedade: ocorre então a Revolução Tecnológica. Nesse novo mundo passa a existir a internet e a globalização impulsiona um novo olhar para a educação. A sala ainda possuía dezenas de alunos, mas com a evolução da tecnologia, acontecem mudanças de paradigmas e o papel do professor passa a ser diferente.

Nasce, então, a Escola 3.0. Com o surgimento de novas necessidades, o modelo tradicional de educação não supre mais a sociedade. Isso porque a internet possibilita buscar conhecimento em todos os lugares, recorrendo aos smartphones, tablets e computadores. O próprio professor percebe uma mudança em seu papel, que não é mais de único detentor do conhecimento e precisa incorporar a função de mediador, auxiliando os alunos em sua busca.

Nasce uma sala de aula compartilhada com o mundo, cheia de trocas de experiências, trabalho em equipe e o uso de informações digitais para lidar com desafios inéditos. Essa é a sala de aula que você deve estar reconhecendo.

Os alunos podem obter diversas informações extras para se aperfeiçoarem, e para o professor, diminui a carga de responsabilidade como fonte única de conhecimento. Sobra tempo para que o professor possa estimular a autonomia em seus alunos, ensinando-os a buscarem o conhecimento e a informação sozinhos. Professores e alunos lado a lado.

A utilização de novas tecnologias preenchem as lacunas de criar individualidade no ensino. Você lembra que individualidade era algo ignorado na educação 2.0, né? As dificuldade de aprendizagem que foram criadas com o aumento de alunos em sala de aula são sanadas com as várias possibilidades que a tecnologia cria. A aprendizagem é potencializada e os alunos ficam aptos para aprender com essas ferramentas, 24 horas por dia, dentro e fora da escola. O sistema de ensino fica mais personalizado e pode dar atenção a você e aos seus responsáveis de forma muito mais individual.

E o futuro?

Encontramos fatores positivos nesse novo ambiente. Se os tempos mudam e as coisas evoluem, é muito importante que a educação caminhe junto, e neste caso temos uma retirada do modelo tradicional, oportunizando inúmeros avanços. Mas você acha que a educação parou por aí? Muito se engana pois atualmente já falamos em Educação 4.0!

O conceito de Escola 4.0 surge com a Quarta Revolução Industrial que coloca mais próximo da nossa realidade o conceito de cibernética. Além disso, a autonomia dos alunos em sala de aula ganha mais potência e o conhecimento sai do ambiente escolar.

Nessa nova realidade o aluno assume total  responsabilidade pelo seu caminho na educação. A partir de conhecimentos básicos, o aluno personaliza seu ensino, decidindo quais áreas, disciplinas e atividades vai explorar para desenvolver seus conhecimentos, utilizando diversas plataformas tecnológicas. Todo o caminho do saber está nas mãos dos alunos!

E aí. Agora que você já conhece a Escola 4.0, será que você está preparado para ela?

Siga-nos: